domingo, maio 08, 2011

Tenho sede (Anastácia e Dominguinhos)


Traga-me um copo d'água, tenho sede
E essa sede pode me matar
Minha garganta pede um pouco d'água
E os meus olhos pedem teu olhar

A planta pede chuva quando quer brotar
O céu logo escurece quando vai chover
Meu coração só pede teu amor
Se não me deres, posso até morrer

2 comentários:

Felicidade Clandestina disse...

que beleza! adorei!

Bia disse...

eita, esse facebook tá te tirando do blog??