sexta-feira, maio 31, 2013

Anamnese

A incapacidade de narrar talvez esteja na falta de memória. Por que fragmentos tão curtos e enviesados? Por que fragmentos? Como emendá-los? Como gostaria de ter a memória de P. Como gostaria de me apossar das perguntas certas ou pelo menos algumas respostas...

'Um buraco na noite
subitamente invadido por um anjo'
PIZARNIK

quarta-feira, maio 29, 2013

Versos roubados



"Pero hace tanta soledad
que las palabras se suicidan."

salto em direção à luz
salto na sombra
na escuridão
em busca do amanhecer
esse amnhecer
mais noite que a noite

segunda-feira, maio 27, 2013

sexta-feira, maio 24, 2013

OSSOS DO OFÍDIO

Ontem, um aluno me disse que a linguagem utilizada na poesia de Drummond era difícil. Fico me perguntando quão familiarizado ele está com a leitura de poesia de uma maneira geral. No meu caso, nunca tive o hábito de ler poesia até ingressar na faculdade e continuo tendo dificuldades na sua leitura. O livro , em especial, sobre o qual o aluno reconhecia seu problema era O sentimento do mundo. Vou dar uma olhada.
ps. O  aluno até me perguntou se o Drummond era português pois estava muito difícil de ler.

quinta-feira, maio 23, 2013

A metafísica dos textos que tenho pra ler

 A Lei, a norma e a Justiça. Estamos falando a mesma língua? Estamos tratando do mesmo assunto? Estava lendo um texto para aula  do Jaime. O texto se chama O sujeito e a norma de Gerd Bornheim. Esse texto me faz lembrar  O mal estar da civilização. Estava dando prea entender alguma coisa até que chegou no Kant ... O problema não foi Kant nem suas proposições ... Mas a própria afirmação de Bornheim: "E, em última análise, o feito maior da burguesia, relativamente ao passado, está na progressiva - e rápida - destituição do fundamento real ou da figura da norma - a Justiça já não habita os palcos."

sexta-feira, maio 10, 2013

O segundo sexo

hoje no cursinho o companheiro Renan me perguntou, numa aula sobre gênero, o que é que define a mulher ... eu queria ter respondido aquilo que Sartre um dia escreveu e virou epígrafe no Segundo Sexo: "Metade vítimas, metade cúmplices, como todo mundo."











FOTO ROUBADA DO BLOG: http://desdequeestamosaqui.blogspot.com.br/

domingo, maio 05, 2013

quinta-feira, maio 02, 2013

La escritura

Empezar por los fragmentos como Tamara.