sexta-feira, novembro 28, 2008

Carlos


"Zé-com-fome deitou olho na patroa do ``seu'' Lima Que não faz xodó na moça mas também não sai de cima Juca largou a sanfona e, abandonando o salão Foi prevaricar com a dona que vendia quentão E foi doente com doutora, indigente e protetora Foi aluna com professor E o perigoso bandoleiro, Zé Durango ``El Justicero'' Fez beicinho pro promotor Mas, faça o favor! Mas, faça o favor!"

Carlos queria aprender a amar Tânia, amiga de Diana – que também era amiga de Carlos - e namorava Túlio. Tânia ficou com Diego, esse caso era antigo, e contou pra Carlos que tinha mania de inventar que Diana gostava dele, esse caso também era antigo. Tânia continuou triste, assim como Túlio, Diana e Carlos que nunca se conheceram.

terça-feira, novembro 25, 2008

nenhuma informação é confiável


Rudolf Hermann Lotze (21 May 1817 – 1 July 1881), was a German philosopher and logician. He also had a medical degree and was unusually well versed in biology. He argued that if the physical world is governed by mechanical laws, relations and developments in the universe could be explained as the functioning of a world mind. His medical studies were pioneering works in scientific psychology.
INFORMAÇÃO TIRADA DO WIKIPEDIA

terça-feira, novembro 11, 2008

Sobre o conceito de História (XVIII)


"Comparados com a história da vida orgânica na Terra", diz um biólogo contemporâneo, "os míseros 50 000 anos do Homo sapiens representam algo como dois segundos ao fim de um dia de 24 horas, por essa escala, toda a história da humanidade civilizada preencheria um quinto do último segundo da última hora. O "agora", que como modelo do messiânico abrevia num resumo incomensurável a história de toda a humanidade, coincide rigorosamente com o lugar ocupado no universo pela história humana.

Benjamin

quarta-feira, novembro 05, 2008

terça-feira, novembro 04, 2008

Miss ya all a bunch


Because it's been evening all day long
Seth Meredith Clau Doug Rob Beth Joe Bill Bob Mark Shean Mike David Berman and Isaac

Troubles, no troubles, on the line,

& I can't standto see you,

I can't stand to see you

when you'recrying at home.

Scotch & penicillin, please try
Carlton,

a cold black maple hanger

& husbandson the run

I just got back from a dream
attack

that took me by surprise & in there
I met a lady,

her name was Shady Sides

& shesaid, "It's been evening all day long, evening
all day long & how can something so old be so
wrong".

Sin and gravity drag me down to sleep
to dream of trains across the sea,

trains acrossthe sea.

Half hours on earth, what arethey worth, I don't know.

In 27 years
I've drunk fifty thousand beers & they just
wash against me like the sea into a pier.

Silver Jews

INCESTO


"I can see little twinkly stars,
like Christmas tree lights in faraway windows.
Rings of brightly coloured rocks
floating around orange and mustard planets.
I can see huge tiger striped fishes
chasing tiny blue and yellow dashes,
all tails and fins and bubbles".

mas também olhava pra ela, parecia menor, muito mais baixa do que Claudia, mas o esperava ali onde haviam combinado de se encontrar, como poderia ser, não era, foi então que ela se aproximou e disse, sou eu sim disfarçada de outra pessoa que você ainda não conhece, como se o ainda fosse uma barreira transponível, ainda não servia de consolo, era um despropósito, resmungou, ela encostou seu rosto no dele sentindo os poucos pelos de uma barba escassa, vamos ao cinema saiu ao pé do ouvido



River man

Why not Obama?


Eventhough Republicans and Democrats are all the same (e.g "Operation Enduring Freedom" in Afghanistan)


segunda-feira, novembro 03, 2008

sábado, novembro 01, 2008

Cidade Limpa



As invasões bárbaras

Não é preciso dizer que uma civilização que deixa insatisfeito um número tão grande de seus participantes e os impulsiona à revolta, não tem nem merece a perspectiva de uma existência duradoura”.

A bienal de São Paulo tinha um espaço vazio, até que uns vândalos, invadiram o local e colocaram stickers, depois outros vieram e picharam paredes e parapeitois. Poderiam ser considerados vândalos ou barbáros esses grupos que expressaram suas idéias num espaço aberto à exposição e celebração das artes plásticas?

Difícil discutir estética, arte ou política hoje, sem pensar nas relações de propriedade. Assim a manifestação de um grupo de jovens diante do vazio da bienal seria autenticamente o que a tradição e o academicismo já chamou de arte? Esse mesmo tipo de manifestação ocorre todos os dias de maneira subreptícia por toda cidade de São Paulo.

A arte é só aquilo que está domesticado pelos museus?

Interessante é notar que essas pichações polulam os pontos mais movimentados, estão em avenidas e ruas das ilhas financeiras, geralmente aparecem em imóveis abandonados, ou seja, prédios cercados de especulação financeira por todos os lados.

Segundo uma velha perspectiva a propriedade privada é roubo, o que seria então uma propriedade privada e improdutiva?

Porém, a perspectiva hegemônica a trata como algo sagrado,ou melhor, principio do estado de direito. Logo, sua invasão constitui crime. Assim os garotos teriam cometido um grave crime, considerado como invasão e destruição de propriedade. Embora o prédio em questão promova a arte. Embora esse mesmo lugar que celebra a arte reserve um espaço vazio com uma proposta de nos fazer refletir sobre a arte.

Acho que a arte se tornou protocolar, ou light como disse Frederick Jameson, em todos os âmbitos, inclusive no campo das artes plásticas. Sobre a citação acima, não foi Marx, tampouco Engels, não foi Bakunin, nem Lenin ou Trotsky, muito menos Che , mas Freud

O cinismo da nossa sociedade pós moderana, pós capital, pós humana, não diz que o problema é de tolerância, por que não toleram a arte desses grupos, seria porque certos pricípios seraim invioláveis mesmo perante a arte?