segunda-feira, agosto 04, 2008

Narrador cadáver


"Sempre nos damos conta das coisas quando não há mais remédio"


BOLAÑO

Um comentário:

ana oshiro disse...

Essas pescoçudas do Modigliani são bárbaras!
Tem uma que se chama Ana!
Beijão